AdSense

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

CONCURSO PREFEITURA DE SÃO SEBASTIÃO

A PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SEBASTIÃO, faz saber que, em vista do disposto no art. 37, inciso II da Constituição da República Federativa do Brasil, na Lei Orgânica do Município de São Sebastião e Leis Municipais vigentes, realizará Concurso Público de Provas, para o preenchimento de vagas e criação de Cadastro Reserva para cargos públicos criados no quadro de cargos da Prefeitura Municipal de São Sebastião. O presente Concurso Público destina-se aos cargos e vagas previstas neste Edital, para o preenchimento efetivo de outras vagas que surgirem durante o período de validade deste Concurso Público ou ainda para outras vagas que forem criadas. 01. DO CONCURSO PÚBLICO PMSS 001/2016
http://sistemas.saosebastiao.sp.gov.br/procseletivo/arquivos/1.2016.1_221201694149.pdf
http://www.shdias.com.br/Concurso

INSCRIÇÕES
Diretamente pelo candidato no site www.shdias.com.br
Período de Inscrição: Das 08:00h de 25 de janeiro de 2016 até às 24:00h de 10 de fevereiro de 2016. Pagamento da Inscrição: Após o envio do formulário de inscrição, será gerado um Boleto Bancário que deverá ser impresso e pago ATÉ A DATA DE VENCIMENTO EXPRESSA NO BOLETO BANCÁRIO.

VAGAS/CARGOS

 ENSINO MÉDIO COMPLETO VALOR DA INSCRIÇÃO: R$ 47,00
Cargos Atuação  CUIDADOR
 Vagas 6
 REMUNERAÇÃO R$ 1.156,00
JORNADA 12h POR 36h  (Escalas diurnas e noturnas)

terça-feira, 26 de maio de 2015

INSCRIÇÕES EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO- ENEM 2016

As inscrições para participar do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem 2016 já começaram na segunda (25) no site do INEP. Os interessados em participar do teste de conhecimentos do Ministério da Educação (MEC) devem acessar o endereço eletrônico oficial do Enem até o dia 5 de junho. A inscrição só será confirmada após o pagamento da taxa de R$ 63 até as 21h59 do dia 10 de junho. Estudantes da rede pública no último ano do ensino médio estão automaticamente isentos. Além deles, podem obter isenção candidatos que comprovarem carência, segundo as regras do edital.
Quem participar do Enem 2016 estará apto a concorrer vagas para cursos de graduação superior participando dos programas do Governo Federal como SISU e ProUni, ou ainda solicitar financiamento estudantil junto ao FIES. Não podemos esquecer que o Enem 2016 também pode ser feito por quem ainda não possui o diploma de conclusão do ensino médio e deseja obter o certificado de conclusão do curso.
Para realizar a inscrição os candidatos devem acessar o endereço eletrônico http://enem.inep.gov/ e informar dados como endereço residencial, endereço de e-mail atualizado, números de CPF e RG, necessidade ou não de atendimento especial. A dica é que os candidatos leiam com atenção o edital antes de realizarem suas inscrições para participar do Enem 2016.
É possível os candidatos acompanharem suas inscrições no endereço eletrônico utilizado para a inscrição. Os candidatos devem informar o número do CPF e a senha pessoal que foi cadastrada no ato da inscrição do Enem 2016 e clicar na opção “Pagina do Participante”
Além de acompanhar sua inscrição o participante pode gerar o boleto para pagamento da taxa de inscrição, conferir ou alterar seus dados cadastrais como, por exemplo, o município onde deseja realizar as provas do Exame.
Provas do Enem 2016
Segundo informações do Edital, as provas do Enem 2016 serão aplicadas nos dias 24 e 25 de outubro. Durante estes dias os candidatos vão responder a provas objetivas sobre Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens e Códigos e Matemática. Ao todo serão 180 questões, 45 para cada prova. No segundo dia de provas é aplicada também a prova de redação do Enem 2016.
APLICAÇÃO E DURAÇÃO DAS PROVAS
Segundo o MEC, o horário de fechamento dos portões serão as 13 hs, porém o início de aplicação das provas será às 13:30.
No primeiro dia (24), ciências humanas e ciências da natureza terão 4 horas e meia de duração. No segundo dia (25), linguagens, matemática e redação terão 5 horas e meia de duração.
COMO ESTUDAR
 Com um exame super concorrido, segredo para se dar bem nessa prova é  a preparação, nessário também organizar as ideias, definir os temas mais importantes, encontrar um lugar onde seja possível manter o foco e começar a longa jornada de estudos para o Exame Nacional do Ensino Médio
Monte um cronograma de estudos (semana a semana) com base na dificuldade que tem em cada disciplina.
Leia editoriais de jornais e textos de atualidades tanto para se assimilar o jeito da dissertação argumentativa (redação) quanto para ficar por dentro do noticiário. 
Os professores recomendam fazer uma redação por semana e, pelo menos, um simulado por quinzena até o dia da prova..
Estude as provas anteriores, assim você vai se familiarizando com o estilo das questões.
Assista aulas de vídeos disponíveis no yotube e faça exercícios de cada aula vista.
Fique ligado que em breve traremos mais dicas e orientações para você arrebentar no exame!

segunda-feira, 13 de abril de 2015

SESI - SP abre seleção para professores do ensino básico, fundamental e médio-

SESI - SP abre seleção para professores do ensino básico, fundamental e médio

As vagas estão distribuídas em várias cidades do estado de São Paulo, com salários de até R$ 5.000.


O Serviço Social da Indústria - SESI-SP, junto com o Instituto de Gestão e Desenvolvimento Social- GDS-Desenvolver RH,  abre processo seletivo para  professores - e recebe inscrição até às 17 horas de 12 de abril de 2015, para várias cidades do estado de São Paulo.
A seleção visa formar cadastro para suprir vagas efetivas e temporárias. Os professores classificados poderão ser chamados,  logo após o término da  seletiva.  
Há vagas para professores da Educação Básica I, II, III, e  Professor Orientador de Aprendizagem I e II. Para a função de professor de Educação Básica I,  o candidato precisa ter graduação Superior  em Pedagogia com habilitação em Magistério das séries iniciais do Ensino Fundamental.
Os classificados atuarão nas áreas: Auxiliar Docente, Ensino Fundamental de 1º ao 5º ano, Orientador de Estudos, Programa de Alfabetização Intensiva /Pai-, e cumprirão 40 horas semanais, com vencimentos mensais de R$ 5.006,12.
Para atuar como professor de Educação Básica II, o candidato precisa ter Licenciatura Plena em Ciências, com habilitação em Biologia ou Química ou Matemática ou Física, Licenciatura Plena em Ciências Biológicas ou Licenciatura Plena em História Natural, ou Programa Especial de Formação Pedagógica em Ciências Biológicas.
Irão lecionar para o Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano. Os profissionais para essa função receberão R$ 33,38 ,  por 50 minutos de aula. 
Aos candidatos de Educação Básica III, é exigido Licenciatura Plena em Arte ou em Educação Artística em  artes visuais, plásticas/ design, música, teatro, artes cênicas e dança. Como aulista terão vencimentos de R$ 40,06, por aula de 50 minutos.
Podem se candidatar ao cargo de Professor Orientador de Aprendizagem I e II,profissionais que tenham formação de nível superior em Pedagogia com Magistério das series iniciais do Ensino Fundamental, ou Licenciatura Plena em Pedagogia mais habilitação específica de Magistério em nível de Ensino médio.
Os aprovados atuarão na Educação de Jovens e Adultos a Distância de nível fundamental e médio. Os  POA I- do ensino fundamental terão remuneração mensal de R$ 1.619,84, por 15 horas de trabalho semanal.
Os selecionados para o cargo de POA II- ensino médio, receberão R$ 25,61, por 45 m hora/aula. Para participar os interessados devem se inscrever no site do SESIaté 12 de abril,  e efetuar a taxa de inscrição no valor de R$ 56,00.
A avaliação constará de prova objetiva de múltipla escolha, Língua Portuguesa e Conteúdos Pedagógicos. Candidatos à função de professor de Educação Básica II e III, das disciplinas de inglês e espanhol, farão prova dos conteúdos pedagógicos nos respectivos idiomas. A prova está prevista para o dia 03 de maio de 2015. Para mais informações, confira  edital no site do SESI. 

PREFEITURA DE SÃO PAULO - CADASTRAMENTO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR DE FUNDII E ENSINO MÉDIO

SME / SP - Cadastramento para Contratação de Professor de Ensino Fundamental II e Médio. Até 24/04/2015.

COMUNICADO Nº 582/2015 DE 10 DE ABRIL DE 2015

Cadastramento de interessados a eventual contratação para a função de Professor de Ensino Fundamental II e Médio


O Secretário Municipal de Educação, no uso de suas atribuições legais, e considerando o disposto nas Leis nºs 10.793/89, e alterações posteriores, e em especial o estabelecido no artigo 8º do Decreto nº 32.908/92;

COMUNICA:

1. Estarão abertas no período de 13 a 24 de abril de 2015 nas Escolas Municipais de Ensino Fundamental/EMEFs, Escolas Municipais de Educação Bilingue para Surdos/EMEBSs e nas Escolas Municipais de Ensino Fundamental e Médio - EMEFMs, da Rede Municipal de Ensino, inscrições para candidatos a eventual contratação pelo prazo máximo de até 12 (doze) meses para a função de Professor de Ensino Fundamental II e Médio, exclusivamente para regência de aulas das disciplinas das Matrizes Curriculares do Ensino Fundamental e do Ensino Médio.

1.1. O Professor ficará submetido à Jornada Básica do Docente - JBD correspondente a 25 (vinte e cinco) horas-aula e 5 (cinco) horas atividade semanais de trabalho.

2. As inscrições deverão ser feitas pessoalmente pelo interessado ou por procurador devidamente habilitado, mediante o preenchimento do formulário padronizado: “Ficha de Cadastro de Candidato à Eventual Contratação”, no período acima especificado e no horário das 8 às 17 horas.

2.1. Nos termos da legislação em vigor, o candidato no ato da inscrição deverá comprovar os seguintes requisitos:

a) ser brasileiro;

b) ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos, até a data da inscrição;

c) possuir o documento comprobatório da formação específica para a função, comprovada através da apresentação

de diploma registrado da habilitação que se constitui em pré requisito para o exercício da função/disciplina ou certificado de conclusão ou documento escolar de conclusão do curso contendo a respectiva data de colação de grau, acompanhado do respectivo histórico escolar.

c.1. o candidato que se inscrever para atuar na EMEBS deverá possuir, além da formação específica para a função, a especialização e/ou habilitação específica em Educação de Deficientes da Áudio comunicação obtida em nível médio ou superior, em cursos de graduação ou pós graduação “strictu sensu” ou “lato sensu” de 360 (trezentas e sessenta) horas.

c.2. o candidato à regência de aulas de Educação Física deverá apresentar no ato da formalização do contrato, além da formação específica para o cargo, o registro no Conselho Regional de Educação Física/CREF.

2.2. Caso possua, no ato da inscrição, o candidato deverá apresentar o documento comprobatório do tempo de serviço no magistério como docente, nos termos do disposto no item 3 deste Comunicado.

2.3. O candidato fica cientificado que, na hipótese de ser convocado para formalizar a contratação, deverá:

a) apresentar diploma registrado da habilitação, acompanhado do respectivo histórico escolar;

b) comprovar estar quite com as obrigações militares (no caso do sexo masculino);

c) estar em dia com as obrigações eleitorais;

d) ter boa conduta;

e) gozar de boa saúde física e mental e não ser portador de deficiência incompatível com a função a ser exercida, conforme dispõe o artigo 11 da Lei nº 8.989/79.

3. O processo seletivo dos candidatos deverá ser feito pelo Diretor de Escola da unidade receptora da inscrição, mediante apuração de tempo de experiência no magistério como docente, considerado até 31/12/2014, com base nos seguintes critérios:

a) tempo de docência no magistério municipal de São Paulo:

2,0 pontos por dia;

b) tempo de docência no magistério particular ou público estadual, federal ou de outro município: 1,0 ponto por dia.

3.1. o candidato deverá apresentar documento comprobatório do tempo de experiência, em estabelecimento de ensino regular, expresso em dias até 31/12/2014.

3.2. não será considerado o tempo de serviço computado pelo Professor para fins de aposentadoria já concedida.

3.3. após a pontuação, nos termos ora estabelecidos, os inscritos serão classificados em ordem decrescente.

3.3.1. para o desempate serão utilizados, pela ordem, os seguintes critérios:

a) maior tempo de serviço como docente no magistério municipal de São Paulo;

b) maior tempo de serviço como docente no magistério particular ou público estadual, federal ou de outro município;

c) maior idade.

4. O Diretor de Escola deverá afixar a listagem da classificação prévia dos inscritos em local visível e de fácil acesso ao público, no dia 28/04/2015, assegurando o direito do candidato à interposição de recurso contra a pontuação/classificação,nos dias 29 e 30/04.

5. Após análise dos recursos, o Diretor de Escola deverá afixar até o dia 05/05/2015, em local visível e de fácil acesso, os resultados dos recursos interpostos e a classificação final dos candidatos inscritos.

6. O candidato cadastrado e classificado nos termos do presente Comunicado fica cientificado de que :

a) o cadastro de que trata o presente comunicado não assegura a sua contratação;

b) a convocação para providências iniciais de contratação observará o cronograma a ser divulgado pelas respectivas Diretorias Regionais de Educação, respeitadas as necessidades deprofessores para regência imediata de aulas;

c) para atender a necessidade de regência de aulas poderá ser remanejado no âmbito da Diretoria Regional de Educação de exercício e ou ter atribuídas aulas em mais de uma unidade educacional.

d) a contratação para as disciplinas de Português, História e Educação Física somente poderão ser formalizadas após o encerramento das convocações dos candidatos aprovados no concurso realizado em 2012.

7. Caberá ao Diretor de Escola dar ciência do presente comunicado aos candidatos interessados à eventual contratação, em especial, o contido no item 6.

8. Demais informações deverão ser obtidas nos próprios locais de inscrição ou nas Diretorias Regionais de Educação, da Secretaria Municipal de Educação.

Publicado no DOC de 11/04/2015 pagina 50

segunda-feira, 30 de março de 2015

11ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA (OBMEP2015) -INFORMATIVO

Regulamento

imagem_apresentacao

1. Responsabilidade:

A 11ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP 2015) é uma realização do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). É promovida com recursos do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC).


2. Características:

A 11ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP 2015) é dirigida aos alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e aos alunos do Ensino Médio das escolas públicas municipais, estaduais e federais, que concorrem a prêmios de acordo com a sua classificação nas provas. Professores, escolas e secretarias municipais de educação dos alunos participantes também concorrem a prêmios.


3. Objetivos:

3.1. Estimular e promover o estudo da Matemática entre alunos das escolas públicas.
3.2. Contribuir para a melhoria da qualidade da Educação Básica.
3.3. Identificar jovens talentos e incentivar seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas.
3.4. Incentivar o aperfeiçoamento dos professores das escolas públicas, contribuindo para a sua valorização profissional.
3.5. Contribuir para a integração das escolas públicas com as universidades públicas, os institutos de pesquisa e as sociedades científicas.
3.6. Promover a inclusão social por meio da difusão do conhecimento.

4. Participantes, Divisão em Níveis e em Grupos:

4.1. Os alunos participantes da 11ª OBMEP serão divididos em 3 (três) níveis, de acordo com o seu grau de escolaridade:
Nível 1 – alunos matriculados em 2015 no 6º ou 7º ano do Ensino Fundamental.
Nível 2 – alunos matriculados em 2015 no 8º ou 9º ano do Ensino Fundamental.
Nível 3 – alunos matriculados em 2015 em qualquer ano do Ensino Médio.
4.1.a. Os alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) do 6º ou 7º ano do ensino fundamental deverão ser inscritos para as provas do Nível 1, os do 8º ou 9º ano para as provas do Nível 2 e os do ensino médio para as provas do Nível 3.

4.1.b. Os alunos que mudarem de série durante o ano letivo participarão das provas da OBMEP no nível que estavam cursando por ocasião da inscrição de sua escola na OBMEP.
4.1.c. Participam das provas da OBMEP somente os alunos que, na data da realização das provas, estiverem regularmente matriculados nas escolas inscritas na OBMEP. Não poderão participar das provas aqueles que estavam matriculados quando da inscrição da escola, mas que dela se desligaram por conclusão de curso, por transferência ou por quaisquer outros motivos.
4.1.d. Escolas particulares conveniadas com a rede pública de ensino (secretarias municipais ou estaduais) poderão inscrever na OBMEP única e exclusivamente seus alunos pertencentes à rede pública de ensino. Estes alunos concorrerão aos prêmios discriminados no regulamento. A escola, porém, não concorrerá a qualquer premiação.
4.2. A OBMEP realizar-se-á em 2 (duas) etapas:


4.2.a. Primeira Fase: Aplicação de prova objetiva (múltipla escolha) a todos os alunos inscritos pelas escolas.
4.2.b. Segunda Fase: Aplicação de prova discursiva aos alunos selecionados pelas escolas segundo os critérios descritos nos parágrafos 5.2, 5.3 e 5.4.
4.3. Em cada nível, as escolas participantes da 11ª OBMEP serão divididas em 5 (cinco) grupos, de acordo com o número de inscrições na Primeira Fase.

4.3.a. Nível 1
4.3.a.1. Compõem o Grupo 1A as escolas que inscreverem na Primeira Fase da OBMEP entre 1 (um) e 40 (quarenta) alunos no Nível 1.

4.3.a.2. Compõem o Grupo 1B as escolas que inscreverem na Primeira Fase da OBMEP entre 41 (quarenta e um) e 80 (oitenta) alunos no Nível 1.

4.3.a.3. Compõem o Grupo 1C as escolas que inscreverem na Primeira Fase da OBMEP entre 81 (oitenta e um) e 140 (cento e quarenta) alunos no Nível 1.

4.3.a.4. Compõem o Grupo 1D as escolas que inscreverem na Primeira Fase da OBMEP entre 141 (cento e quarenta e um) e 240 (duzentos e quarenta) alunos no Nível 1.

4.3.a.5. Compõem o Grupo 1E as escolas que inscreverem na Primeira Fase da OBMEP 241 (duzentos e quarenta e um) alunos ou mais no Nível 1.

4.3.b. Nível 2
4.3.b.1. Compõem o Grupo 2A as escolas que inscreverem na Primeira Fase da OBMEP entre 1 (um) e 40 (quarenta) alunos no Nível 2.
4.3.b.2. Compõem o Grupo 2B as escolas que inscreverem na Primeira Fase da OBMEP entre 41 (quarenta e um) e 80 (oitenta) alunos no Nível 2.
4.3.b.3. Compõem o Grupo 2C as escolas que inscreverem na Primeira Fase da OBMEP entre 81 (oitenta e um) e 140 (cento e quarenta) alunos no Nível 2.
4.3.b.4. Compõem o Grupo 2D as escolas que inscreverem na Primeira Fase da OBMEP entre 141 (cento e quarenta e um) e 240 (duzentos e quarenta) alunos no Nível 2.
4.3.b.5. Compõem o Grupo 2E as escolas que inscreverem na Primeira Fase da OBMEP 241 (duzentos e quarenta e um) alunos ou mais no Nível 2.
4.3.c. Nível 3
4.3.c.1. Compõem o Grupo 3A as escolas que inscreverem na Primeira Fase da OBMEP entre 1 (um) e 120 (cento e vinte) alunos no Nível 3.

4.3.c.2. Compõem o Grupo 3B as escolas que inscreverem na Primeira Fase da OBMEP entre 121 (cento e vinte e um) e 240 (duzentos e quarenta) alunos no Nível 3.

4.3.c.3. Compõem o Grupo 3C as escolas que inscreverem na Primeira Fase da OBMEP entre 241 (duzentos e quarenta e um) e 380 (trezentos e oitenta) alunos no Nível 3.

4.3.c.4. Compõem o Grupo 3D as escolas que inscreverem na Primeira Fase da OBMEP entre 381 (trezentos e oitenta e um) e 620 (seiscentos e vinte) alunos no Nível 3.

4.3.c.5. Compõem o Grupo 3E as escolas que inscreverem na Primeira Fase da OBMEP 621 (seiscentos e vinte e um) alunos ou mais no Nível 3.

5. Inscrição na OBMEP:

5.1. Primeira Fase:


5.1.a. A inscrição na Primeira Fase da OBMEP deverá ser feita pelas escolas, mediante opreenchimento da Ficha de Inscrição disponível na página www.obmep.org.br.

5.1.b Só serão aceitas inscrições dentro da data-limite fixada no calendário oficial da OBMEP (ver item 11). Não serão aceitas inscrições enviadas em mensagens eletrônicas, via fax ou por meio postal.

5.1.c. Para a Primeira Fase da OBMEP cada escola indicará na Ficha de Inscrição apenas o número total de seus alunos inscritos em cada Nível. Não há inscrição individual de alunos.

5.2. Segunda Fase do Nível 1:


5.2.a. As escolas do Grupo 1A que inscreverem na Primeira Fase 1 (um) aluno, selecionarão para a Segunda Fase 1 (um) aluno. Aquelas que inscreverem na Primeira Fase de 2 (dois) a 40 (quarenta) alunos, selecionarão para a Segunda Fase 2 (dois) alunos.

5.2.b. As escolas do Grupo 1B selecionarão 4 (quatro) alunos do Nível 1 para a Segunda Fase.

5.2.c. As escolas do Grupo 1C selecionarão 7 (sete) alunos do Nível 1 para a Segunda Fase.

5.2.d. As escolas do Grupo 1D selecionarão 12 (doze) alunos do Nível 1 para a Segunda Fase.

5.2.e. As escolas do Grupo 1E selecionarão 5% (cinco por cento) do total de alunos inscritos na Primeira Fase no Nível 1 para a Segunda Fase.

5.3. Segunda Fase do Nível 2:


5.3.a. As escolas do Grupo 2A que inscreverem na Primeira Fase 1 (um) aluno, selecionarão para a Segunda Fase 1 (um) aluno. Aquelas que inscreverem na Primeira Fase de 2 (dois) a 40 (quarenta) alunos, selecionarão para a Segunda Fase 2 (dois) alunos.

5.3.b. As escolas do Grupo 2B selecionarão 4 (quatro) alunos do Nível 2 para a Segunda Fase.

5.3.c. As escolas do Grupo 2C selecionarão 7 (sete) alunos do Nível 2 para a Segunda Fase.

5.3.d. As escolas do Grupo 2D selecionarão 12 (doze) alunos do Nível 2 para a Segunda Fase.

5.3.e. As escolas do Grupo 2E selecionarão 5% (cinco por cento) do total de alunos inscritos na Primeira Fase no Nível 2 para a Segunda Fase.

5.4. Segunda Fase do Nível 3:


5.4.a. As escolas do Grupo 3A que inscreverem na Primeira Fase até 6 (seis) alunos, selecionarão todos os inscritos para a Segunda Fase. Aquelas que inscreverem na Primeira Fase de 7 (sete) a 120 (cento e vinte) alunos, selecionarão para a Segunda Fase 6 (seis) alunos.

5.4.b. As escolas do Grupo 3B selecionarão 12 (doze) alunos do Nível 3 para a Segunda Fase.

5.4.c. As escolas do Grupo 3C selecionarão 19 (dezenove) alunos do Nível 3 para a Segunda Fase.

5.4.d. As escolas do Grupo 3D selecionarão 31 (trinta e um) alunos do Nível 3 para a Segunda Fase.

5.4.e. As escolas do Grupo 3E selecionarão 5% (cinco por cento) do total de alunos inscritos na Primeira Fase no Nível 3 para a Segunda Fase.

5.5. Nos itens 5.2.e, 5.3.e e 5.4.e, quando o número equivalente a 5% (cinco por cento) não for um número inteiro, ele deverá ser aproximado para o número inteiro imediatamente superior.

5.6. Em todos os casos acima, deverão ser selecionados para a Segunda Fase os alunos que obtiverem as maiores notas na prova da Primeira Fase, e as escolas deverão divulgar previamente os critérios de desempate a serem aplicados.

5.7. Não serão classificados alunos com nota 0 (zero) – mesmo quando as vagas para a Segunda Fase em determinado Nível não forem inteiramente preenchidas.

5.8. Não será permitido transferir vagas de um Nível para outro.

5.9. As notas da Primeira Fase não serão consideradas para a classificação final.

5.10. Para a inscrição na Segunda Fase é obrigatório que cada escola envie por via postal à Coordenação Geral da OBMEP o documento indicativo do número de alunos classificados e o cartão-resposta da Primeira Fase de cada um desses alunos.

5.11. As escolas deverão também indicar no Documento de Envio (DE) se dentre os alunos classificados há alunos com necessidades especiais (prova Braille, prova ampliada, intérprete de libras, etc.). Deverão também indicar se há alunos que professam a religião adventista sabatista e que, por isso, necessitam fazer a prova após o pôr do sol. Caso a escola não indique tais necessidades no Documento de Envio (DE), a OBMEP isenta-se de qualquer responsabilidade na preparação dessa logística especial.

5.12. Só serão aceitos cartões-resposta com todos os dados solicitados preenchidos.

5.13. Os cartões-resposta dos alunos classificados deverão ser enviados apenas por via postal.

5.14. A inscrição para a Segunda Fase só será válida se feita dentro dos prazos estipulados pelo calendário oficial da OBMEP.

5.15. No período de envio dos cartões-resposta dos alunos classificados, as escolas deverão comunicar à Coordenação Geral da OBMEP a lista dos alunos classificados na Primeira Fase que se transferiram para outra escola pública municipal, estadual ou federal, indicando a escola de destino. O aluno transferido será incluído na listagem de classificados de sua nova escola, desde que esta esteja inscrita na OBMEP.

6. Sobre as Provas:

6.1. A Primeira Fase da OBMEP se caracteriza pela aplicação de prova objetiva (questões de múltipla escolha), diferenciada por níveis (1, 2 e 3).

6.2. As provas da Primeira Fase, com duração de 2h30min (duas horas e trinta minutos), serão realizadas em cada escola inscrita na OBMEP e aplicadas pelos professores dessas escolas.

6.3. A data de aplicação das provas da Primeira Fase será divulgada no calendário oficial da OBMEP. A aplicação poderá ser feita em todos os turnos da escola.

6.4. As provas da Primeira Fase serão corrigidas pelos professores das próprias escolas, seguindo as instruções e os gabaritos elaborados pela Coordenação Geral da OBMEP.

6.5. Cada escola deverá enviar à Coordenação Geral da OBMEP, dentro dos prazos estabelecidos no calendário oficial, o formulário indicando o número de alunos classificados para a Segunda Fase, com seus respectivos cartões-resposta.

6.6. A Segunda Fase da OBMEP se caracteriza pela aplicação de prova discursiva, diferenciada por níveis (1, 2 e 3).

6.7. As provas discursivas na Segunda Fase da OBMEP terão duração de 3h (três horas) e serão aplicadas por fiscais selecionados pela Coordenação Geral da OBMEP para esse fim.

6.8. Os locais de realização das provas da Segunda Fase (designados “centros de aplicação”) serão divulgados na página da OBMEP www.obmep.org.br, pela Coordenação Geral da OBMEP, em tempo hábil.

6.9. Os alunos selecionados para a Segunda Fase deverão comparecer ao local das provas com documento de identificação e dentro do horário divulgado no calendário oficial da OBMEP.

6.10. O calendário de provas nas duas fases será o mesmo para os três níveis.

7. Premiação:

7.1. A OBMEP premiará alunos, professores, escolas e secretarias municipais de educação. Essa premiação baseia-se exclusivamente no resultado das provas da Segunda Fase.

7.2. Para efeitos de premiação, serão denominadas escolas seletivas as escolas que na admissão de alunos:
  • a. realizam processo de seleção por meio de provas ou concursos, em qualquer um dos níveis ou
  • b. priorizam o acesso a filhos de algumas categorias profissionais como, por exemplo, a filhos de militares ou a filhos de funcionários públicos.
As escolas que se enquadram em quaisquer dos itens acima devem indicá-lo na Ficha de Inscrição da OBMEP.

7.3. A divulgação da lista dos premiados será feita pela Coordenação Geral da OBMEP em data estipulada no calendário oficial da OBMEP.

7.4. Premiação de alunos.

Serão concedidos aos alunos:
  • 500 (quinhentas) medalhas de ouro,
  • 1.500 (mil e quinhentas) medalhas de prata,
  • 4.500 (quatro mil e quinhentas) medalhas de bronze, totalizando 6.500 (seis mil e quinhentas) medalhas;
  • até 46.200 (quarenta e seis mil e duzentos) certificados de Menção Honrosa.

7.4.a. Medalhas de Ouro: Nos níveis 1 e 2, serão concedidas medalhas de ouro aos 200 (duzentos) alunos que obtiverem as maiores notas na prova da Segunda Fase de cada um destes níveis. No Nível 3, serão concedidas medalhas de ouro aos 100 (cem) alunos que obtiverem as maiores notas na prova da Segunda Fase do Nível 3.

No Nível 1 conceder-se-á no máximo 40 (quarenta) medalhas de ouro a alunos de escolas seletivas; no nível 2, no máximo 40 (quarenta) medalhas de ouro a alunos de escolas seletivas e, no Nível 3, no máximo 50 (cinquenta) medalhas de ouro a alunos de escolas seletivas.
7.4.b. Medalhas de Prata: Em cada nível, serão concedidas medalhas de prata aos 500 (quinhentos) alunos que obtiverem as maiores notas na prova da Segunda Fase, excluídas as notas dos alunos premiados com medalhas de ouro.

Nos níveis 1 e 2, conceder-se-á, em cada nível, no máximo 100 (cem) medalhas de prata a alunos de escolas seletivas, e, no nível 3 no máximo 250 (duzentos e cinquenta) medalhas de prata a alunos de escolas seletivas.
7.4.c. Medalhas de Bronze: Excluídos os medalhistas de ouro e de prata, serão concedidas medalhas de bronze aos:

(i) 30 (trinta) alunos de Nível 1, 20 (vinte) alunos de Nível 2 e 10 (dez) alunos de Nível 3 de escolas não seletivas que obtiverem as primeiras colocações em sua respectiva Unidade da Federação (UF), totalizando 1.620 (mil seiscentos e vinte) medalhas de bronze.

(ii) 1.180 (mil cento e oitenta) alunos que obtiverem as melhores notas da prova da Segunda Fase do Nível 1, excluídos os alunos premiados no item anterior; 900 (novecentos) alunos que obtiverem as melhores notas da prova da Segunda Fase do Nível 2, excluídos os alunos premiados no item anterior; 800 (oitocentos) alunos que obtiverem as melhores notas da prova da Segunda Fase do Nível 3, excluídos os alunos premiados no item anterior.

Nos níveis 1 e 2, conceder-se-á, em cada Nível, no máximo 150 (cento e cinquenta) medalhas de bronze a alunos de escolas seletivas e, no Nível 3, no máximo 350 (trezentos e cinquenta) medalhas de bronze a alunos de escolas seletivas.
7.4.d. Programa de Iniciação Científica Jr.(PIC): Aos 6.500 alunos premiados na OBMEP 2015 com medalhas de ouro, prata ou bronze e matriculados em escolas públicas em 2016, será oferecida a oportunidade de participar do Programa de Iniciação Científica Júnior (PIC-OBMEP). A participação no PIC dá direito a uma bolsa de Iniciação Científica Jr do CNPq. A estrutura e o planejamento do programa serão definidos e divulgados no início de 2016. Em caso de vacância de bolsas, um medalhista poderá ser substituído por um aluno que tenha recebido uma Menção Honrosa e esteja matriculado no ensino público, a critério da coordenação do PIC.

7.4.e. Programa de Iniciação Científica e de Mestrado (PICME): Os medalhistas de ouro, prata ou bronze de qualquer edição da OBMEP, regularmente matriculados no ensino superior, poderão se candidatar ao Programa de Iniciação Científica e Mestrado (PICME) oferecido por diversas Instituições de Ensino Superior. Maiores informações estão disponíveis na página www.obmep.org.br/picme.html.

7.4.f. Certificados de Menção Honrosa: Excluídos os medalhistas de ouro, prata e bronze, serão concedidos certificados de Menção Honrosa a até:

(i) 600 (seiscentos) alunos – 200 (duzentos) de cada Nível – de escolas não seletivas, que obtiverem as primeiras colocações em sua respectiva Unidade da Federação (UF), perfazendo um total de até 16.200 (dezesseis mil e duzentas) menções honrosas.

(ii) 10.000 (dez mil) alunos com maior pontuação nacional, em cada um dos três níveis, excluídos os alunos mencionados no item anterior, perfazendo um total de até 30.000 (trinta mil) menções honrosas.
7.5. Premiação dos Professores: serão premiados até 1.029 (mil e vinte e nove) professores.

7.5.1. A premiação dos professores está vinculada à premiação dos alunos. O professor de Matemática de alunos inscritos na Segunda Fase receberá pontos, de acordo com os seguintes critérios:

a) 10 (dez) pontos para cada aluno premiado com medalha de ouro;
b) 8 (oito) pontos para cada aluno premiado com medalha de prata;
c) 6 (seis) pontos para cada aluno premiado com medalha de bronze;
d) 3 (três) pontos para cada aluno premiado com menção honrosa;
e) 1 (um) ponto para cada aluno que compareceu à Segunda Fase e não obteve premiação.
7.5.2. Só participam da premiação professores vinculados a pelo menos 2 (dois) alunos classificados, no qual pelo menos um deles tenha sido premiado.

7.5.3. Para a premiação os professores serão divididos em 15 (quinze) grupos.

7.5.3.a Compõem o Grupo 1 professores vinculados a 2 (dois) ou 3 (três) alunos.
7.5.3.b Compõem o Grupo 2 professores vinculados a 4 (quatro) alunos.
7.5.3.c Compõem o Grupo 3 professores vinculados a 5 (cinco) alunos.
7.5.3.d Compõem o Grupo 4 professores vinculados a 6 (seis) alunos.
7.5.3.e Compõem o Grupo 5 professores vinculados a 7 (sete) alunos.
7.5.3.f  Compõem o Grupo 6 professores vinculados a 8 (oito) alunos.
7.5.3.g Compõem o Grupo 7 professores vinculados a 9 (nove) alunos.
7.5.3.h Compõem o Grupo 8 professores vinculados a 10 (dez) alunos.
7.5.3.i  Compõem o Grupo 9 professores vinculados a 11 (onze) alunos.
7.5.3.j  Compõem o Grupo 10 professores vinculados a 12 (doze) alunos.
7.5.3.k Compõem o Grupo 11 professores vinculados a 13 (treze) ou 14 (quatorze) alunos.
7.5.3.l Compõem o Grupo 12 professores vinculados a 15 (quinze) ou 16 (dezesseis) alunos.
7.5.3.m Compõem o Grupo 13 professores vinculados a uma quantidade de 17 (dezessete) a 19 (dezenove) alunos.
7.5.3.n Compõem o Grupo 14 professores vinculados a uma quantidade de 20 (vinte) a 24 (vinte e quatro) alunos.
7.5.3.o Compõem o Grupo 15 professores vinculados a 25 (vinte e cinco) ou mais alunos.
7.5.4. Para efeito de premiação, o professor que atua tanto em escolas seletivas quanto em escolas não seletivas terá sua pontuação calculada separadamente, ou seja, haverá o cálculo dos pontos de alunos de escolas não seletivas e o cálculo dos pontos de alunos de escolas seletivas.

7.5.5. A média do professor será calculada dividindo-se a soma dos pontos obtidos por todos os seus alunos pelo número de seus alunos classificados para a Segunda Fase.

7.5.6. Os prêmios serão distribuídos da seguinte maneira:

(i) Um tablet, um diploma e um CD com as edições da Revista do Professor de Matemática (RPM-SBM) aos:

a) 2 (dois) professores de escola não seletiva com a maior média em sua UF (1 tablet para professores pertencentes aos grupos de 1 a 8 e 1 tablet para professores pertencentes aos grupos de 9 a 15), perfazendo 54 (cinqüenta e quatro) prêmios.

b) 7 (sete) professores de escola não seletiva com a maior média em seu Grupo, perfazendo 105 (cento e cinco) prêmios.

(ii) Excluídos os professores premiados no item anterior, serão concedidos 1 (um) diploma de homenagem e 1 (um) CD com as edições da Revista do Professor de Matemática (RPM-SBM).

a) Em cada Grupo, de cada UF, ao professor de escola não seletiva que obtiver a maior média em seu Grupo, perfazendo um total de 405 (quatrocentos e cinco) professores.

b) Aos 30 (trinta) professores de escola não seletiva com a maior média nacional em seu Grupo, excluídos os premiados no item anterior, perfazendo um total de 450 (quatrocentos e cinquenta) professores.

c) A 1 (um) professor de escola seletiva com a maior média nacional de cada grupo, perfazendo um total de 15 prêmios.

Os professores premiados serão convidados a participar do fórum virtual do Programa de Iniciação Científica Jr. (PIC) da OBMEP, durante a vigência do PIC 2015. Maiores informações serão fornecidas no início de 2016 na página da OBMEP.
7.5.7. Um professor não poderá receber mais de um prêmio.

7.5.8. Os professores de matemática são indicados exclusivamente na página da OBMEP, após a divulgação da lista dos classificados para a Segunda Fase (ver Calendário). É obrigatória a informação do CPF do professor de matemática.

7.6.Premiação das Escolas: Serão premiadas até 525 (quinhentos e vinte e cinco) escolas.

7.6.1. A premiação da escola está vinculada à pontuação de seus alunos calculada segundo os seguintes critérios:

a)  10 (dez) pontos para cada aluno premiado com medalha de ouro;
b)  8 (oito) pontos para cada aluno premiado com medalha de prata;
c)  6 (seis) pontos para cada aluno premiado com medalha de bronze;
d)  3 (três) pontos para cada aluno premiado com menção honrosa;
e) 1 (um) ponto para cada aluno que compareceu à Segunda Fase e não obteve premiação.
7.6.2. Em cada Nível, a pontuação da escola será calculada dividindo-se a soma dos pontos obtidos por todos os seus alunos naquele Nível pelo número de alunos classificados para a Segunda Fase no dito Nível.

7.6.3. Será concedido 1 (um) kit esportivo às 7 (sete) escolas não seletivas que alcançarem a maior pontuação em cada um dos quinze grupos (definidos no item 4.3.), perfazendo um total de 105 prêmios;

7.6.4. Excluídas as escolas premiadas no item anterior, em cada UF, será concedido um kit constituído de material didático à escola não seletiva que alcançar o maior número de pontos em seu respectivo Grupo, perfazendo um total de 405 prêmios.

7.6.5. Cada escola não poderá receber mais de um prêmio. Uma escola premiada no Nível 3 não concorrerá a prêmios nos Níveis 1 e 2; e uma escola premiada no Nível 2 não concorrerá a prêmios no Nível 1.

7.6.6. Os prêmios acima descritos não serão concedidos às escolas premiadas nas 2 (duas) últimas edições da OBMEP, que receberão em compensação um troféu alusivo a sua premiação.

7.6.7. Será concedido 1 (um) troféu à escola seletiva que alcançar o maior número de pontos em seu respectivo Grupo, perfazendo um total de 15 prêmios.

7.7. Premiação das Secretarias Municipais de Educação. Está vinculada à pontuação dos alunos das suas respectivas escolas municipais inscritas na Segunda Fase da OBMEP, segundo os critérios indicados no item 7.5.

7.7.1. A pontuação de cada secretaria municipal de educação será calculada dividindo-se a soma dos pontos obtidos por todos os alunos classificados para a Segunda Fase da OBMEP das escolas municipais não seletivas a ela vinculadas, pelo número de alunos classificados para a Segunda Fase dessas mesmas escolas.

7.7.2. Em cada UF, serão concedidos troféus às 2 (duas) secretarias municipais que obtiverem a maior pontuação em sua respectiva UF, totalizando 52 (cinquenta e duas) secretarias municipais.

7.8. A relação de alunos, professores, escolas e secretarias de educação premiados será divulgada de acordo com calendário oficial da OBMEP.

7.9. O Instituto de Matemática Pura e Aplicada é a instituição responsável pela organização da Cerimônia Nacional de Premiação. O local e a data do evento serão divulgados oportunamente.

7.10. Os estados, municípios e escolas poderão, a seu critério, realizar cerimônias locais de premiação.

7.11 Em caso de empates entre professores, escolas ou secretarias serão utilizados como critérios de desempate, nesta ordem, o número total de medalhas de ouro, o número total de medalhas de prata, o número total de medalhas de bronze, o número total de menções honrosas, o número total de alunos presentes e a melhor classificação nacional dentre seus alunos.

8. Atribuições e Responsabilidades das Escolas Inscritas na OBMEP:

8.1. As escolas públicas são responsáveis pela participação de seus alunos. Não há limite para o número de alunos inscritos e todos devem ser estimulados a participar.

8.2. Serão desclassificados todos os alunos de uma escola que permitir que alunos não matriculados regularmente em seus quadros façam as provas como membros de seu corpo discente.

8.3. Cada escola deverá divulgar amplamente entre seus alunos e professores a realização das provas da OBMEP, o Regulamento e o Material Didático concebido para os professores de matemática exercitarem seus alunos.

8.4. Cada escola deverá indicar à Coordenação Geral da OBMEP, no momento da inscrição, o nome do responsável pela OBMEP em sua escola. Caberá a este professor ou gestor organizar a aplicação e a correção das provas da Primeira Fase, responsabilizando-se pela postagem do Documento de Envio (DE) e dos cartões-resposta dos alunos classificados, bem como pela participação dos alunos na Segunda Fase.

8.5. As escolas devem se inscrever na página da OBMEP, fornecendo todas as informações solicitadas dentro do prazo previsto no Calendário oficial.

8.6. As escolas são responsáveis pela organização e pela infraestrutura da aplicação das provas da Primeira Fase e também pela correção dessas, de acordo com o calendário determinado pela OBMEP. As escolas são também responsáveis pela guarda do material de provas e pela manutenção do sigilo do mesmo, desde o recebimento até a correção e envio da lista de classificados. Qualquer quebra de sigilo resultará na desclassificação da escola e de seus alunos.

8.7. A escola deverá informar à Coordenação Geral da OBMEP a ocorrência de qualquer falha de procedimento. A Coordenação Geral da OBMEP estará à disposição para orientar as escolas.

8.8. As escolas devem receber e aplicar as provas da Primeira Fase de acordo com oCalendário oficial da OBMEP e corrigi-las segundo o gabarito oficial. Excetuando-se os casos previamente justificados, a não obediência às datas determinadas para a Primeira Fase resultará na desclassificação da escola e de todos os seus alunos.

8.9. Antes da aplicação das provas da Primeira Fase, cada escola deverá estipular e divulgar entre seus alunos e professores os critérios de desempate para a seleção dos classificados que participarão da Segunda Fase.

8.10. As escolas devem postar o Documento de Envio (DE) para a Segunda Fase, com os respectivos cartões-resposta da Primeira Fase, dentro do prazo estipulado peloCalendário oficial. Devem informar, também, se dentre os alunos classificados há os que necessitam de logísticas especiais (alunos com deficiência visual, auditiva, ou alunos da religião adventista sabatista, que necessitam realizar a prova após o pôr do sol).

8.11. As escolas devem informar na página da OBMEP, após a divulgação dos classificados para a Segunda Fase, o nome dos professores de matemática dos alunos classificados, incluindo seus nomes completos, CPFs, endereços e telefones de contato.

8.12. Cabe também às escolas divulgar entre seus alunos e professores os resultados da Primeira Fase bem como o resultado final da premiação.

8.13. As escolas devem contribuir para a logística das provas da Segunda Fase, viabilizando a participação de seus alunos classificados, colocando à disposição a infraestrutura local para a eventual realização da prova em suas dependências, e auxiliando no deslocamento de seus alunos para os centros de aplicação, de acordo com as orientações da Coordenação Geral da OBMEP.

9. Atribuições e Responsabilidades da Coordenação Geral da OBMEP:

9.1. A Coordenação Geral da OBMEP, designada pela Diretoria do IMPA, terá as seguintes responsabilidades:

a) Planejamento e organização do projeto.
b) Elaboração de material didático, das provas e dos gabaritos.
c) Envio dos gabaritos das provas da Primeira Fase e de material didático às escolas.
d) Processamento das informações enviadas pelas escolas com os resultados da Primeira Fase.
e) Aplicação das provas da Segunda Fase.
f) Correção das provas da Segunda Fase e indicação de todas as premiações.
g) Conservação das provas da Segunda Fase por um período de 4 (quatro) meses a contar da data da divulgação dos resultados. Após esse período, a Coordenação Geral poderá autorizar a reciclagem do papel das provas.
h) Manutenção da página atualizada com informações sobre a OBMEP.
i) Elaboração do Relatório Final dos resultados da OBMEP.

10. Disposições Gerais:

Os casos de desempate em qualquer dos itens de premiação e os casos omissos serão decididos pela Coordenação Geral da OBMEP em consonância com a Direção do IMPA.

11. Calendário Oficial da OBMEP


12. Anexos


Resumo do item 7.4 - Premiação dos Alunos
PREMIAÇÃOCRITÉRIONÍVEL 1NÍVEL 2NÍVEL 3TOTAL DE PREMIADOS
Medalhas de OuroAlunos das escolas municipais, estaduais e federais. Primeiros colocados na classificação nacional.200

obs: até 40 alunos de escolas seletivas
200

obs: até 40 alunos de escolas seletivas
100

obs: até 50 alunos de escolas seletivas
500

obs: até 130 alunos de escolas seletivas
Medalhas de PrataExcluídas as notas dos alunos premiados com medalhas de ouro, os 500 primeiros alunos em cada nível.500

obs: até 100 alunos de escolas seletivas
500

obs: até 100 alunos de escolas seletivas
500

obs: até 250 alunos de escolas seletivas
1.500

obs: até 450 alunos de escolas seletivas
Medalhas de BronzeExcluídas as notas dos alunos premiados com medalhas de ouro e prata, as melhores notas de alunos de escolas não seletivas em sua respectiva Unidade da Federação (UF).8105402704.500

obs: até 650 alunos de escolas seletivas
Excluídas as notas dos alunos premiados com medalha de ouro e prata e excluídos os alunos premiados no ítem anterior, os alunos com melhores notas de todas as escolas.1.180

obs: até 150 alunos de escolas seletivas
900

obs: até 150 alunos de escolas seletivas
800

obs: até 350 alunos de escolas seletivas
Bolsas de Iniciação Científica Jr.Alunos medalhistas de ouro, prata e bronze e matriculados em escolas públicas em 2016.   6.500
Certificados de Menção Honrosa:Excluídas as notas dos alunos premiados com medalhas, as melhores notas de alunos de escolas não seletivas em sua respectiva Unidade de Federação (UF).até 5.400até 5.400até 5.400





até 46.200
Excluídas as notas dos alunos premiados com medalha e excluídos os alunos premiados no ítem anterior, os alunos com melhores notas de todas as escolasaté 10.000até 10.000até 10.000

Resumo do item 7.5.3 - Grupos de Premiação de Professores
GRUPO PARA PREMIAÇÃO DE PROFESSORES *
Nº de alunos associados**
GRUPO 12 ou 3 alunos
GRUPO 24 alunos
GRUPO 35 alunos
GRUPO 46 alunos
GRUPO 57 alunos
GRUPO 68 alunos
GRUPO 79 alunos
GRUPO 810 alunos
GRUPO 911 alunos
GRUPO 1012 alunos
GRUPO 1113 ou 14 alunos
GRUPO 1215 ou 16 alunos
GRUPO 1317 a 19 alunos
GRUPO 1420 a 24 alunos
GRUPO 1525 alunos ou +

(*) Só participam da premiação professores vinculados a pelo menos 2 (dois) alunos classificados, no qual pelo menos um deles tenha sido premiado.
(**) Para concorrer a premiação, é necessário que a escola faça o cadastramento do professor, no período de 12 de agosto a 11 de setembro de 2015, na página da OBMEP -www.obmep.org.br

Resumo do item 7.5.6 - Premiação de Professores
PREMIAÇÃOCRITÉRIOTOTAL DE PREMIADOS
1 Tablet, 1 diploma e 1 CD com as edições da Revista do Professor de Matemática (RPM-SBM)2 (dois) professores de escola não seletiva com a maior média em sua UF.54 
7 (sete) professores de escola não seletiva com a maior média em seu Grupo.105
1 diploma e 1 CD com as edições da Revista do Professor de Matemática (RPM-SBM)Em cada Grupo, de cada UF, ao professor de escola não seletiva que obtiver a maior média em seu Grupo.4051.029
Aos 30 (trinta) professores de escola não seletiva com a maior média nacional em seu Grupo, excluídos os premiados no item anterior.450
A 1 (um) professor de escola seletiva com a maior média nacional de cada grupo.15

Resumo do item 7.6 - Premiação das Escolas
PREMIAÇÃOCRITÉRIOTOTAL DE PREMIADOS
Kit Esportivo7 (sete) escolas não seletivas que alcançarem a maior pontuação em cada um dos quinze grupos.105525
Kit de Material DidáticoEscola não seletiva que alcançar o maior número de pontos em seu respectivo Grupo, em cada UF, excluídas as escolas premiadas no item anterior.405
TroféusEscola seletiva que alcançar o maior número de pontos em seu respectivo Grupo.15

Resumo do item 7.7 - Premiação da Secretaria Municipal de Educação
PREMIAÇÃOCRITÉRIOTOTAL DE PREMIADOS
Troféus2 (duas) secretarias municipais que obtiverem a maior pontuação em sua respectiva UF.52